De que é feita uma igreja? Que representa como edificação física numa comunidade e que memórias vai criando?

Inaugurada a 17 de Abril de 1988, a igreja de Nossa Senhora da Conceição – Olivais Sul resultou de um concurso por convites lançado em 1969, vencido pelo arquitecto Pedro Vieira de Almeida (1933-2011). No entanto, dificuldades várias atrasaram significativamente o arranque da obra, cuja primeira pedra foi colocada apenas no dia 6 de Janeiro de 1980.

A igreja, implantada sobre uma pequena encosta, caracteriza-se pela sua horizontalidade, procurando apresentar-se mais como uma estrutura ao serviço da comunidade do que uma referência arquitectónica dominante no território, numa aplicação muito concreta dos princípios de inserção de uma igreja na cidade no pós-Concílio Vaticano II (1962-65).

No ano em que celebra 30 anos, a Igreja lançou um programa comemorativo com várias iniciativas que procuravam não só assinalar a história recente mas promover também novas memórias na comunidade em que está inserida, como uma conferência pelo arquitecto Gonçalo Byrne, a apresentação do filme “A Espessura da Luz” e a exposição “30 Anos, 30 Imagens, 30 Olhares”, composta por 30 fotografias realizadas por alunos finalistas do Curso de Comunicação Audiovisual da Escola Artística António Arroio. O programa encerra-se no sábado, 27 de Outubro, com um concerto pelo Coro Regina Coeli de Lisboa, às 21h30. O concerto incluirá a estreia da obra “INtroitus” que o compositor Alfredo Teixeira compôs propositadamente para a ocasião – um Tropário a partir do poema «Habitar o mundo» de José Augusto Mourão e de uma antífona para a dedicação de um templo, de Hildegard von Bingen. 

0 75

18 + 8 =